• ABERTOS TODOS OS DIAS ATÉ ÀS 20H

Início >  SAÚDE FAMILIAR > SAÚDE E HIGIENE ÍNTIMA > CLOTRIMAZOL LABESFAL 10MG/G CREME VAG 40G

CLOTRIMAZOL LABESFAL 10MG/G CREME VAG 40G
CLOTRIMAZOL LABESFAL 10MG/G CREME VAG 40G
CLOTRIMAZOL LABESFAL 10MG/G CREME VAG 40G
CNP: 3401395
 
5.40 €
Por favor faça login na sua conta para poder encomendar

Receba os seus medicamentos

em casa por apenas 3,90€

(IVA incluído)

Entregamos diariamente

em menos de 3 horas

encomendas realizadas até às 20H

Folheto informativo
1
FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR

Clotrimazol Labesfal, 10mg/g, Creme vaginal

Clotrimazol

Este folheto contém informações importantes para si. Leia-o atentamente.
Este medicamento pode ser adquirido sem receita médica. No entanto, é necessário
utilizar Clotrimazol Labesfal com precaução para obter os devidos resultados.
- Conserve est e folheto. Pode ter neces sidade d e o rel er.
- Caso precise de esclarecimentos ou conselhos, consulte o seu farmacêutico.
- Em caso de agravamento ou persistência dos sintomas, consulte o seu médico.
- Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar quaisquer efeitos
secundários não mencionados neste folheto, informe o seu médico ou farmacêutico.


Neste folheto:




Clotrimazol Labesfal creme vaginal contém a substância activa clotrimazol pertencente a
um grupo de substâncias conhecido como "antifúngicos".

O clotrimazol possui um amplo espectro de actividade o que lhe permite a eliminação
eficaz de um grande número de fungos, responsáveis por várias infecções da pele
(dermatomicoses) e genitais nomeadamente candidíase vaginal que afecta a zona
vaginal (vaginite).

A candidíase vaginal é uma infecção causada por um fungo designado Candida que
ocorre com alguma frequência em mulheres. Este fungo (Candida) encontra-se na pele
humana, fezes e vagina podendo em certas situações tornar-se patogénico. Os sintomas
da candidíase vaginal são prurido (comichão), rubor, corrimento esbranquiçado e odor
desagradável.

Clotrimazol Labesfal creme vaginal é utilizado para tratamento de infecções genitais
localizadas na vagina, vulva ou pénis provocadas por um fungo chamado Candida:
Candi díase vaginal recorrente com diagnóstico médi co prévio. Esta situaç ão é
c ar acteriz ad a p or corrimento vag inal esbr anquiçad o, a co mp anhado de prurido
(comichão) vaginal e habitualmente mais acentuada antes da menstruação.

Tratamento local de infecções dos lábios genitais (vulva) e áreas adj acentes, bem como
inflamação da glande e prepúcio no pénis, do parceiro sexual (Candidíase balânica).



Não utilize Clotrimazol Labesfal
-se tem alergia (hipersensibilidade) ao clotrimaz ol ou a qualquer outro componente de
Clotrimazol Labesfal.
Consulte também o capítulo “Outras informações” para verificar se é alérgico ou
intolerante a algum dos componentes, em especial ao componente álcool cetoestearílico.


2
Se não tem a certeza de já ter tido qualquer alergia devida ao clotrimazol consulte o seu
médi co .
-Crianças com idades inferiores a 15 anos não devem utilizar o aplicador vaginal

Tome especial cuidado com Clotrimazol Labesfal
-Quando utilizado com produtos à base de látex (ex: preservativos e diafragma):
verifica-se uma redução da eficácia e da segurança destes produtos – este efeito é
temporário e pode prolongar-se até 5 dias após a interrupção do tratamento, devendo
utilizar-se precauções alternativas;
-O tratamento deverá estar concluído antes do início da menstruação. Durante o período
menstrual não se deverá efectuar o tratamento;
-Nos três primeiros meses da gravidez, é necessário especial precaução se houver
utilização vaginal;
-Clotrimazol Labesfal creme vaginal não pode ser utilizado por crianças, mas pode ser
utilizado por pessoas idosas.

Ao utilizar Clotrimazol Labesfal com outros medicamentos
Informe o seu médico ou f armac êutico se estiver a tomar ou tiver tomado rec ent ement e
outros medicamentos, incluindo medicamentos obtidos sem receita médica.
Neste caso, não se conhecem alterações do efeito de Clotrimazol, creme vaginal pelo
facto de se utilizar outros medicamentos.


Gravidez e aleitamento
Consulte o seu médico ou farmacêutico antes de tomar qualquer medicamento.

Condução de veículos e utili zação de máquinas
Não foram observados efeitos sobre a capacidade de conduzir e utilizar máquinas

Informações importantes sobre alguns componentes de Clotrimazol Labesfal
- devido à presença dos álcoois estearílico e cetílico na composição do creme, Clotrimazol
Labesfal, creme vaginal pode causar reacções cutâneas locais (por exemplo dermatite de
contacto).
-Clotrimazol Labesf al creme vaginal contém para-hidroxibenzoato de butilo na sua
composição, como tal, pode causar reacções alérgicas (possivelmente retardadas).



Utilizar Clotrimazol Labesfal creme vaginal sempre de acordo com as indicações do
médi co .
Fale com o seu médico ou farmacêutico se tiver dúvidas.
Introduzir 1 aplicador cheio de creme vaginal o mais profundamente possível na vagina,
uma vez por dia, ao deitar, durante 6 a 12 dias.
Recomenda-se que a aplicação seja feita com a doente deitada de costas e com as
pernas flectidas.

INSTRUÇÕES DE APLICAÇÃO

A. Aplicação do creme vaginal com apli cador.
na vagina (de preferência na posição de decúbito dorsal) e ir empurrando o êmbolo até
esvaziar completamente o conteúdo do aplicador.


3

Para tratar infecções dos lábios genitais (vulva) da mulher ou inflamação da glande e
prepúcio no pénis do parceiro sexual (Candidíase balânica), apli car o cr eme 2 - 3 veze s
por dia, em camada fina, às zonas afectadas (na mulher: órgãos genitais externos até ao
ânus; no homem: glande e prepúcio no pénis), friccionando ligeiramente em seguida.
Nestas situações o período normal de tratamento é de 1 - 2 semanas.

Se:
-Os lábios ou as áreas adj acentes estiverem simultaneamente inflamadas, dever á
informar o seu médico porque vai precisar de efectuar tratamento local aplicando o
creme vaginal.
-O seu parceiro sexual apresente sintomas como comichão ou inflamação nos órgãos
genitais deverá informar o médico pois poderá haver também necessidade de ele
efectuar tratamento local adequado.
-Tem idade inferior a 15 anos, consulte o seu médico antes de utilizar o medicamento.
- Num período de 6 meses tiver mais que 2 infecções e se houver febre, corrimento com
cheiro fétido ou dores pélvicas deve ser consultado um médico.


Se utilizar mais Clotrimazol Labesfal do que deveria
Não se aplica.

Caso se tenha esquecido de utilizar Clotrimazol Labesfal
Se se esqueceu de aplicar o medicamento deverá retomar a aplicação sem todavia
utilizar mais quantidade de creme do que a indicada (1 aplicador cheio por dia).

Caso ainda tenha dúvidas sobre a utilização deste medicamento, fale com o seu médico
ou farmacêutico.



Como todos os medicamentos, Clotrimazol Labesfal pode causar efeitos secundários, no
entanto estes não se manifestam em todas as pessoas.

Os efeitos adversos mais frequentes são os que se manifestam localmente, tais como
irritaç ão, sens aç ão de quei madura e prurido. Podem ocorrer ai nda eri tema ( vermelhidão
na pele), edema (inchaço), vesiculação (formação de bolhas), queratólise e urticária. A
dermatite de contacto é pouco frequente. Existem ainda relatos de agravamento da
dermatite vulvar.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar quaisquer efeitos
secundários não mencionados neste folheto, informe o seu médico ou farmacêutico.



Manter fora do alcance e da vista das crianças.
O medicamento não necessita de quaisquer precauções especiais de conservação.

Não utilize Clotrimazol Labesfal após o prazo de validade impresso na embalagem. O
prazo de validade corresponde ao último dia do mês indicado.
Os medicamentos não devem ser eliminados na canalização ou no lixo doméstico.
Pergunte ao seu farmacêutico como eliminar os medicamentos de que já não necessita.
Esta s medidas irão ajudar a proteg er o ambi ente.


4

- A subst ância acti va é o clotri mazol
- Os outros componentes são álcool cetílico, álcool estearílico, para-hidroxibenzoato de
butilo, est ear ato de polietilenoglicol 40, par af ina líquida, vaselina br anca e água
purificada.

Qual o aspecto de Clotrimazol Labesfal e conteúdo da embalagem

Creme vaginal de cor branca, homogéneo, macio ao tacto.
O creme está acondicionado em bisnaga de alumínio interiormente revestida por uma
resina epoxifenólica, com tampa.

Cada bisnaga contém 40 g de creme vaginal doseado a 1% em clotrimazol + aplicadores
vaginais e encontra-se dentro de uma caixa de cartão.

Titular da Autorização de Introdução no Mercado e Fabricante

Labesfal - Laboratórios Al miro, S. A.
Zona Industrial do Lagedo
3465-157 Santiago de Besteiros


Este folheto foi aprovado pela última vez em:
Faça download do folheto informativo

Fonte da informação: última versão disponibilizada no site do Infarmed. Não invalida a leitura do folheto informativo contido no interior da embalagem. Em caso de dúvida ou de persistência dos sintomas consulte o seu médico ou os nossos farmacêuticos

Outros produtos Relacionados
Adicionar ao Carrinho
Adicionar ao Carrinho
Adicionar ao Carrinho
Adicionar ao Carrinho